Análises de Estruturas – A apresentação de Aquiles em Tróia   3 comments

Esta coluna se será chamada de “Análise de estruturas” e seu objeto de estudo é desvendar como as narrativas do cinema ou da TV nos capturam, nos surpreendem, nos impressionam e como elas nos fazem amar ou odiar determinados personagens. 

Este texto inicial aborda a apresentação e estabelecimento do personagem Aquiles no Filme épico Tróia (2004).

 Análise de Estruturas narrativas: A construção de Aquiles em Tróia

                O filme Tróia conta, de forma resumida, a história da Guerra mais famosa da Antiguidade. Contada originalmente em A Ilíada, a guerra de Tróia tem diversos heróis, mas dentre eles, aquele que recebe maior destaque é Aquiles.

            Antes de começar a falar de Aquiles no filme, deixe-me ser direto: Aquiles não parece ser o herói, ele tem todas as características habituais de um vilão, inclusive estar no lado “malvado” da história. Porém, Aquiles, no filme, assim como em A Ilíada, recebe o lugar de destaque, ele é o Protagonista e no decorrer do filme, vai se modificando, adquirindo aspectos mais profundos e crescendo. Isso o torna (no mínimo) um Herói, entre os demais personagens.

            A cena de abertura de Tróia mostra dois exércitos prontos para a batalha. Os Reis conversam e fica decidido que não há necessidade de uma batalha, um duelo entre os melhores guerreiros pode decidir embate. Aquiles é convocado para lutar, por ser o melhor guerreiro do exército de Agamenon, mas ele não está com o exército o que deixa uma sensação de que ele é um guerreiro displicente e pouco disciplinado.

            Há uma breve conversa com o menino mensageiro que vai buscá-lo em sua tenda, mas não antes de nos depararmos com Aquiles dormindo com belas mulheres. A conversa com o mensageiro transmite ao público sua motivação principal: Colocar seu nome na História.

            Ao chegar no campo de batalha, o Herói é ovacionado pelos seus companheiros (o que diz que ele já é famoso por seus talentos) e tem uma breve discussão com o Rei Agamenon (e esse sim é o vilão da história). Nessa discussão fica determinado que os dois, apesar de lutarem sempre do mesmo lado, se odeiam. E é essa dinâmica de “falsos aliados” que cresce para ser explorada no decorrer do filme.

             Para convencê-lo a Lutar, o conselheiro de Agamenon, apela para o senso de companheirismo do Herói, dizendo: “Você pode acabar com a guerra com um golpe de sua espada. Deixe que os homens voltem para suas casas e esposas.” Como Aquiles concorda, fica evidente para o público que o herói, apesar de arrogante e indisciplinado, se importa com os soldados e prefere poupá-los de sofrimento.

            Por fim, numa clara demonstração de habilidade, o Herói derrota o campeão do exército inimigo, um verdadeiro gigante, com um único golpe. E depois ainda desafia qualquer outro que queira enfrentá-lo. Logicamente não há resposta.

As próximas cenas de Tróia são reservadas a apresentar os demais heróis, e Aquiles fica de fora. Mas sua apresentação ainda não está completa. Em sua próxima cena, vemos Aquiles treinando seu primo Pátroclus. Percebe-se o quanto os dois são próximos (há a sensação da dinâmica entre um irmão mais velho e um caçula).

            Nota-se que Aquiles está sempre alerta, pois ele percebe com antecedência a chegada da comitiva de Ulisses (vindo a pedido do Rei Agamenon para convencê-lo a ir a Tróia) e ainda tem tempo para “brincar” com os visitantes, assustando-os com uma lança precisa.

            Para tentar convencer Aquiles a juntar-se aos Gregos na Guerra de Tróia, Ulisses apela para diversos argumentos, como o senso de patriotismo de Aquiles e até mesmo a amizade que sentem um pelo outro. Porém o herói vai rejeitando ou ignorando os argumentos de seu amigo um a um. Isso transpassa a idéia de que Aquiles não é nenhum tolo e sabe escolher suas batalhas.

            E ainda temos nesse dialogo a confirmação de que Aquiles realmente protege seu primo quando Ulisses propõe que o garoto junte-se a ele na batalha, independente da participação do Primo. “ Use seus truques comigo e não com meu primo” – Diz Aquiles colocando uma espada de madeira entre os dois. Note a simbologia da cena: Aquiles está preparado para colocar-se  contra qualquer um que ponha seu primo em perigo!!! E isso é algo que vemos no segundo ato do filme.

            Ulisses só consegue deixar Aquiles tentado a participar da guerra quando usa seu último e melhor argumento: “ Essa guerra jamais será esquecida, nem os heróis que lutaram nela…”

            Antes de ir, porém, Aquiles vai consultar sua mãe. Esse personagem cai no estereótipo de Oráculo (e em A Ilíada, ela é uma deusa!), fazendo algumas predições que supostamente ajudariam Aquiles a escolher melhor seu caminho. Suas predições, no entanto não o colocam em dúvida alguma e a cena é imediatamente cortada para a partida da gigantesca armada grega – e Aquiles está nela!

            Neste ponto do filme, o personagem já está bem caracterizado, tem defeitos e  preocupações – Nada muito profundo, mas denso o suficiente para que a platéia. E veja que só foram necessárias três cenas para isso.  Essa boa cadencia de construção de heróis, somado ao fato de Tróia ser um dos poucos filmes que nos faz torcer para diversos heróis em lados opostos de uma guerra grandiosa, torna este um de meus filmes épicos favoritos e um bom objeto de estudo.

               

Anúncios

Publicado 10 de novembro de 2012 por hydraficcoes em Análises de Estruturas

3 Respostas para “Análises de Estruturas – A apresentação de Aquiles em Tróia

Assinar os comentários com RSS.

  1. i just wanted to make a quick comment to say i’m glad i found your blog. thanks. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: